Sociedade
Tendência

Terroristas atacam em Nangade!

FADM e aliados controlam dois ataques terroristas feitos em dois dias consecutivos no distrito de Nangade!

Terroristas atacam dois dias consecutivos no distrito de Nangade! De acordo com fontes seguras das FDS, o grupo terrorista que vem causando várias mortes no Norte de Moçambique, atacou na Sede do distrito de Nangade no dia de 26 de Julho do ano em curso, assim como ontem, quarta-feira, 27 de Julho, atacaram numa aldeia de Mualela no mesmo distrito. Entretanto, fontes das FDS, afirmam ao Quaria News, que a vila Sede de Nangade estava cheio de terroristas a matar e a queimar casas da população. Eram mais de 50 terroristas com objetivo de tomar a Vila Sede do distrito de Nangade, cujo foi controlada esta situação devido a resposta rápida da FADM e aliados.” A Vila estava infestada de terroristas. Tivemos que fazer a mobilidade militar para travar essa invasão. Graças a Deus conseguimos controlar a situação. A vila esta limpa e nas mãos da FADM e aliados.” Disse a fonte a Quaria News.

Depois de grande agitação na vila de Nangade na terça-feira, 26 de Julho, a situação estava mais calma, a vigilância foi redobrada, e estava sob controle conforme afirma a fonte. Entretanto, os Al-Shabaab voltaram a atacar uma aldeia Mualela no mesmo distrito. A FADM e aliados, teve que fazer o seu trabalho de contra atacar e manter a segurança naquele canto do país. Foram mais de 20 casas queimadas pelos terroristas e ainda sem dados de mortes ou feridos, resultado do ataque de ontem, dia 27 de Julho de 2022 a uma aldeia mo distrito de Nangade.

Restos mortais do Cabo “Lebohang Solomon Weed”

Outrossim, os restos mortais do soldado do Lesotho sob comando da SAMIM em Moçambique no Distrito de Nangade já se encontra no seu País de origem desde na tarde desta Quarta-feira, dia 27 de Julho do ano em curso. Trata-se do Cabo “Lebohang Solomon Weed” que morreu vítima de acidente de carro no passado dia 22 de Julho de 2022 em Muelela no Distrito de Nangade, Província de Cabo Delgado. ( Paula Mawar)

Quaria News

QUARIA NEWS Quaria News é uma plataforma de jornalismo online com princípios democráticos ao dispor do País e ao mundo fora, que tem como principal objectivo assegurar ao leitor o direito de ser informado com verdade, rigor e isenção. Tudo o que a Quaria News traz é público, são informações de primeira, resultado de seu trabalho investigativo, originalmente feito por seus editores e jornalistas que depois tornaram público ajudando ao leitor a tomar a sua opinião. QUARIA NEWS fáz cobertura jornalistica com vista analítico de economia política, respeitando as diversas ideias, motor de desenvolvimento da nossa democracia. Para QUARIA NEWS a tecnologia não está para mudar a informação, pois muda e sempre mudará os meios de informação, A VERDADE SEMPRE PREVALECE. A QUARIA NEWS constitui sem prejuízo os seus valores e a sua vivacidade jornalistica, um traço de união entre todos os moçambicanos, independentemente das suas opiniões politicas, localização regional ou crenças religiosas, desempenhando um papel moderador de Conflitos que se manifestam na sociedade Moçambicana! A QUARIA NEWS concilia a sua vocação de órgão de grande informação através de vários meios de transmissão e difusão da mesma, com o seu papel tradicional de jornal de referência com responsabilidades na formação de opinião pública dirigente. A QUARIA NEWS respeita o normativo da Constituição da República, segundo o qual o exercico dos direitos de liberdade de expressão e informação, "não pode ser impedido ou limitado por qualquer tipo de censura", entendendo-se por censura a sonegação ilícita de informações, por razões políticas ou outras, e não a necessária e legitima seleção de notícias e artigos de opinião. A QUARIA NEWS assegura, nas suas páginas, a possibilidade de expressão e confronto das diversas correntes de opinião existentes no País, mas não se esquece que o bom Jornalismo se faz com o trabalho dos jornalistas e dos editores. QUARIA NEWS produz um jornalismo apartidario, crítico e independente, cultivando o contraditório como método inalienável. QUARIA NEWS verifica, escrupulosamente, as fontes noticiosas utilizadas e procura identifica-las com precisão, reservando-se o direito de analisar caso a caso, as circunstâncias excepcionais que possam justificar o recurso nos termos da lei, à respectiva confidencialidade, constituindo-se o jornal em grande da sua autencidade. QUARIA NEWS estabelece, rigorisamente, a distinção entre notícias e comentários, na base do princípio de que" os factos são sagrados, os comentários são livres", sem prejuízo da necessidade de ordenar, relacionar e explicar os acontecimentos relatados. A QUARIA NEWS assume responsabidade de emitir opinião própria, através de editoriais assinados pela Direcção, sempre de acordo com a linha editorial, que se define pelas seguintes caracteristicas: *Hierarquiza o seu noticiário segundo critérios de natureza jornalística, procurando avaliar a sua importância relativa, com a objectividade possivel e não consoante apriorismo ideológicos; *Respeita um conceito de seriedade jornalistica e não cede ao apelo fácil do sensacionalismo, que procede através da expansão do escândalo político, do crime e do sexo, apesar de ter conhecimento dos benefícios possiveis em termos de mercado de leitura. * Repugna o jornalismo do tipo confidencial, que não exista perante a devassa á intimidade da vida privada dos cidadãos nacionais ou residentes do mesmo modo que se recusa a conduzir campanhas com objectivos de denigrir a reputação de pessoas ou instituições. A QUARIA NEWS consagra particular atenção, na linha que é tradicional, ao noticiário e a divulgação cultural, e procurarmos manter as suas colunas abertas a colaboração das personaludades de maior relevo a cultura Moçambicana. A QUARIA NEWS garante a seus profissionais de jornalismo, o pleno respeito pelos princípios éticos de imprensa, consagrados no Estatuto do Jornalista e no Código Deontologico da profissao e reconhece a importância da acção do Conselho de Redação, para a respectiva salvaguarda. QUARIA NEWS segue a orientação definida nos termos da Lei 18/91 de 10 de Agosto, pelo seu Director e por este Estatuto Editorial, tendo como limites os princípios consagrados na constituição.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo